RÁDIO LOTERIA
Últimos assuntos
» Prognostico Lotofacil 1552
Qui Ago 17 2017, 09:56 por paulo easy

» SITE MUITO BOM (completo)
Qui Maio 25 2017, 20:36 por loteriapremium

» LIVRO DO ""TAUFIC"" COMPLETO
Qui Maio 25 2017, 20:34 por loteriapremium

» TÓPICO PERMANENTE DAS 17 DEZENAS
Qui Maio 25 2017, 20:31 por loteriapremium

» Atualização de posts de palpites e prognósticos
Qua Abr 12 2017, 08:45 por paulo easy

» Sorteio 1496 da lotofacil
Qui Abr 06 2017, 08:21 por paulo easy

» O Cancer e a Loteria
Qui Abr 06 2017, 08:14 por paulo easy

» Kibo a revolução das loterias
Qui Abr 06 2017, 07:58 por paulo easy

» No rastro da Megasena = Palpites
Seg Out 31 2016, 07:40 por paulo easy

FAÇA SEU JOGO ALEATÓRIO
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar

Meu estudo da Mega Sena

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Meu estudo da Mega Sena

Mensagem  apostador de loteria em Sex Nov 13 2009, 21:23

Fiz um estudo profundo dessa loteria e resolvi compartilhar com todos p/ que vcs possam aumentar as chances de ganhar.
Tenho tbm uma tabela interessantíssima chamada “estudos pré-definidos da Mega Sena” que aumentam, e muito, as chances de ganhar tbm. Quem quiser me manda um email que envio: apostadordeloteria@yahoo.com.br


Meu Blog da Mega Sena:
http://apostadordeloteria.blogspot.com/2009/10/mega-sena.html


Meu HD virtual:
http://www.4shared.com/dir/20427126/644293a3/sharing.html



Abraços,
Apostador de Loteria.
Espírito Santo.

apostador de loteria

Mensagens : 3
Data de inscrição : 13/11/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Minha contribuição

Mensagem  Misael em Qui Fev 10 2011, 13:56

“Matemática aplicada às loterias é indiscutível”.

Esta é uma premissa. Nos próprios volantes da Caixa constam as possibilidades matemáticas de acerto. Parece indiscutível, porém, não desanimador.

Eu, particularmente, nunca acertei a sena, nem havia acertado a quina. Mas já havia acertado a quadra uma vez na Mega Sena antes de mudar a estratégia de jogo. Também já havia acertado o terno da Quina por três vezes, mas nunca a quadra, nem a quina. O interessante nisso é que eu costumava fazer apostas simples: 6 dezenas para a Mega Sena e 5 dezenas para a quina. O que isso significa? Que quando acertei a quadra da Sena, escolhi aleatoriamente 6 dezenas, deixando 54 para trás, e acertei 4 das 6 sorteadas. O mesmo ocorreu por três vezes no caso da Quina: escolhi aleatoriamente 5 dezenas, dentre as 80 disponíveis, e acertei 3 das sorteadas. Em uma palavra, foram eventos possíveis, previstos pelos cálculos matemáticos, e que muitas pessoas já presenciaram. Contudo, na maioria das vezes em que joguei, não acertei coisa alguma. Logo, não há nenhum absurdo nisso.

Não apostava em todos os concursos, isso custa caro. Mas, ainda assim, apostava constantemente, portanto, posso afirmar que os 4 prêmios que obtivera até então não chegam nem perto de cobrir os gastos que tive com as apostas que fiz. Seria ótimo um método que assegurasse pelo menos o retorno do investimento, o que significaria, na prática, jogar de graça. Não há. Mas há como se aproximar disto.

Com o tempo, aprendi analisar matematicamente as loterias e passei a acompanhar o histórico dos sorteios. Conclui algumas coisas interessantes. Vejamos a Mega Sena, por exemplo.

É uma loteria composta por 60 dezenas (de 01 a 60) cujas apostas podem ser feitas com 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14 e 15 dezenas em um único volante. Quanto mais dezenas forem assinaladas, maior a chance de acerto e muito maior o custo da aposta.

Se eu acertei 4 dezenas com apenas 6 escolhidas, o que ocorreria se eu escolhesse 10 dezenas? Minhas chances aumentariam razoavelmente, mas isso custa caro (R$ 420,00 hoje, em fevereiro de 2011). Mas deixemos esta questão para depois.

Considerando que eu escolha 10 dezenas do universo das 60 disponíveis, restarão ainda 50 dezenas. Considerando ainda que eu posso escolher mais 5 grupos de 10 dezenas, eu terei apostado em todas as 60 dezenas disponíveis, logo, acertarei todas as 6 dezenas sorteadas. Vejamos como isto poderia se dar.

Na pior das hipóteses, eu acertaria 1 dezena em cada um dos 6 grupos de 10 dezenas. Neste caso, não haveria prêmio, pois ele só existe da quadra para cima. Mas, pode acontecer, eu asseguro, de eu não acertar sequer 1 dezena em um desses 6 grupos, o que seria bom, pois esta dezena que deveria estar nesse grupo estará certamente em outro dos 5 grupos remanescentes, assim, eu teria pelo menos 2 dezenas em um dos grupos. Caso aconteça de eu não acertar dezena alguma em 2 dos 6 grupos, haverá pelo menos 2 grupos com duas dezenas, ou ainda 1 grupo com 3 dezenas. Continuando o raciocínio, começará surgir possibilidades reais de acerto: tendo 6 grupos de 10 dezenas, podem haver 4 dezenas em um dos grupos se não houver nenhum acerto em 3 dos grupos. Até aqui não há nada fantástico, na verdade, a chance matemática de as dezenas estarem pulverizadas nos grupos é muito maior do que estarem concentradas em um deles. Mas eu asseguro que vez ou outra acontece de pelo menos 4 das sorteadas estarem reunidas em um dos grupos. Tenha paciência. Distribua as 60 dezenas em 6 grupos de 10 dezenas, aleatoriamente ou não, anote-as e acompanhe os resultados, ou ainda consulte o histórico de resultados antes de jogar. Não espere que eu comprove qualquer coisa, veja por si próprio e decida se é ou não conveniente tentar.

Mas o que aconteceria se eu distribuísse as 60 dezenas em 5 grupos de 12 dezenas, em vez de 6 grupos de 10 dezenas? É óbvio que em todos os sorteios haveria, na pior das hipóteses, 2 dezenas em 1 dos 5 grupos, pois são 6 as dezenas sorteadas. Da mesma forma que no raciocínio anterior, haverá sempre a possibilidade, eu asseguro, de haver grupos sem dezena alguma sorteada, o que implica maior número de dezenas nos outros grupos. Da mesma maneira, faça um teste antes de decidir jogar: distribua as 60 dezenas em 5 grupos de 12 dezenas e acompanhe os sorteios ou estude o histórico deles.

E se eu distribuí-las em 4 grupos de 15 dezenas? Certamente haverá 2 grupos com 2 dezenas, na pior das hipóteses. O raciocínio é o mesmo.

No volante da Caixa não é possível assinalar mais de 15 dezenas, mas ousemos distribuir as 60 dezenas em apenas 3 grupos de 20 dezenas. Em cada sorteio teremos no mínimo 2 dezenas em cada um dos 3 grupos, independentemente do sorteio. Convenhamos que entrar no jogo com 2 dezenas garantidas é melhor do que nada.

Por fim, se distribuirmos as 60 dezenas em 2 grupos de 30 dezenas, teremos em cada sorteio, na pior das hipóteses, 3 dezenas em cada grupo. Neste caso, qualquer outra possibilidade implica prêmio. Estando claro isso, continuemos nossa análise de maneira racional.

Vejamos a questão do custo. Como dito antes, apostar 10 dezenas em um único volante custa hoje R$ 420,00. Para assinalar as 60 dezenas em 6 grupos de 10, eu gastaria R$ 2520,00 por concurso. Há quem pode investir nisso; eu não posso ainda. Uma boa solução seria escolher um dos grupos, gastar R$ 420,00 por concurso, e torcer para que não saiam dezenas nos outros grupos que não foram jogados. Com isso, ganhar-se-ia fôlego, embora aumentar-se-ia em 6 vezes o tempo (matemático) de obtenção de resultado. Mas ainda assim é caro.

É certo que se eu acertar as 6 dezenas sorteadas entre as 10 apostadas num único volante, eu terei ganhado na Mega Sena, mais algumas quinas, mais várias quadras. O mesmo ocorre se eu acertar 5 das 6 dezenas sorteadas: terei ganhado a quina, mais algumas quadras. Assim, o investimento de longo tempo estará muito bem pago. Mas, para quem não pode investir tanto, há um meio eficaz de reduzir em 90% o custo da aposta, com alguma perda de garantia, mas há.

Se, em vez de apostar as 10 dezenas em um único volante, eu apostar as mesmas 10 dezenas em jogos de 6 dezenas, eu posso reduzir o custo a menos de 10% e ainda garantir pelo menos 1 quadra (desde que acerte 4 dezenas das 6 sorteadas, seja nesta modalidade, seja na modalidade oficial da Caixa). Para garantir pelo menos 1 quadra acertando 4 das sorteadas, eu devo combinar as 10 dezenas em 20 jogos de 6 dezenas. O custo cairia de R$ 420,00 para R$ 40,00. Não é possível garantir 1 quadra com menos de 20 jogos simples se quisermos jogar 10 dezenas e acertar 4 das 6 sorteadas. Só é possível reduzir se a condição de garantia de quadra for o acerto de 5 das 6 sorteadas, e, mais ainda, se for o acerto de todas as 6 sorteadas. Não é difícil concluir que quanto menos jogos se faz, menores são as chances de acerto, ainda que elas existam matematicamente.

A vantagem dessa modalidade de jogo é que com os mesmos R$ 420,00 que eu gastaria para assinalar as 10 dezenas em um único volante por apenas 1 concurso, eu consigo apostar nas mesmas 10 dezenas por 10 concurso, e ainda sobra algum dinheiro. Assim eu tenho 10 chances de acertar 4 dezenas das 6 sorteadas, e não apenas 1 chance. E ainda continuo com a possibilidade de acertar a quina ou a sena, ou ainda várias quadras.

Para não estender ainda mais o assunto, apenas afirmo que o mesmo ocorre para qualquer número de dezenas que se queira apostar, inclusive mais de 15 dezenas que é o limite do volante da Caixa. Basta fazer a distribuição matemática em jogos de 6 dezenas.

Encerrando o tema do custo, é importante lembrar que quanto mais dezenas forem trabalhadas racionalmente, maior será o custo da aposta. Todavia, seja num jogo simples de 6 dezenas com custo de R$ 2,00, seja num jogo bem elaborado de 10 dezenas com quadra garantida, com custo de R$ 40,00, ou ainda num jogo mais amplo de 2 grupos de 30 dezenas, o custo da aposta pode ser dividido com sócios de confiança (os chamados “Bolões”). A maioria das pessoas que gostam de jogar gasta mais do que gastaria com um jogo racionalizado feito em grupo (bolão), mesmo com suas chances de resultado sendo muito menores e a dependência do fator sorte sendo maior. Ainda que os prêmios menores não cubram todos os custos de aposta, certamente eles ajudam a refazer a aposta seguinte com muito menos dinheiro investido. Algumas vezes eles podem garantir meses de aposta sem investimento novo, ou então incentivar a elaboração melhorada dos próximos jogos. O importante é estar sempre concorrendo aos prêmios maiores com a maior quantidade possível de volantes e o mínimo possível de investimento, pois, matematicamente, é mais fácil concorrer com mil volantes de 6 dezenas do que com apenas um deles.

Outro aspecto importante é a escolha das dezenas. Há mecanismos para uma escolha mais racional com fundamento na estatística, cujos dados são oferecidos pelo histórico dos sorteios.

Considerando que não há fraude no processo, a possibilidade de qualquer bolinha com qualquer dezena ser sorteada é a mesma, entretanto, não é o que ocorre na prática. Por exemplo, a dezena 05 foi sorteada quase duas vezes mais vezes do que a dezena 26. Teoricamente, visando o equilíbrio, era de se esperar que doravante a dezena 26 tendesse a aparecer mais vezes que a dezena 05. Quem apostou nisso não obteve êxito, pois a dezena 05 continua aparecendo mais vezes que a dezena 26 (a diferença continua aumentando). Portanto, é recomendável que se prefira apostar na dezena 05, mesmo vendo a dezena 26 aparecer de vez em quando. Não é raro que se obtenha prêmios apostando nas dezenas mais sorteadas. Claro que um jogo simples (6 dezenas) tende a demorar muitos concursos para obter um prêmio, mas se forem escolhidas as 10 mais sorteadas, ou as 12 ou as 15 mais sorteadas, o tempo de obtenção de resultado diminui drasticamente. Por exemplo, as 30 dezenas mais sorteadas já pagaram 39 senas, 186 quinas e 367 quadras.

Constantemente são sorteadas dezenas que haviam sido sorteadas nos concursos imediatamente anteriores; algumas vezes apareceram num concurso 3 das dezenas sorteadas no concurso imediatamente anterior (a metade); outras tantas vezes apareceram 2 do concurso anterior, e muitas vezes aparece 1 do concurso anterior. Muitas vezes aparecem 2 do concurso anterior, mais 1 do segundo anterior e mais 1 do terceiro anterior. Quanto mais concursos anteriores forem observados, maior será o número de dezenas sorteadas que se repetiram no concurso atual. Suponhamos que ao observarmos os 7 concursos anteriores, encontremos 35 dezenas diferentes. Se nosso projeto é jogar apenas 10 dezenas, é melhor escolher as 10 dezenas entre as 35 do que entre as 60 do total. No sorteio de 10/02/2011 – concurso 1256, por exemplo, 5 dezenas das 6 sorteadas haviam sido sorteadas nos 7 concursos imediatamente anteriores.

Outros estudos podem revelar diferentes estratégias de seleção de dezenas. É altamente recomendável que se utilize uma estratégia diferente para a escolha das dezenas de cada um dos grupos, assim, a possibilidade da pulverização das 6 dezenas nos grupos diminui consideravelmente, pois uma ou mais estratégias podem falhar completamente, o que amplia a possibilidade de uma das outras obter resultado. Pode-se escolher as dezenas que foram sorteadas um pouco abaixo da média geral de vezes sorteadas para compor um grupo; pode-se escolher as dezenas que não são sorteadas há muitos concursos para compor outro grupo; as que são historicamente as mais sorteadas para compor outro grupo; compor outro grupo com os pares de dezenas que aparecem com mais freqüência ou ainda mesclar as estratégias escolhendo metade das dezenas de uma forma e a outra metade de outra forma. De qualquer maneira, a escolha das dezenas pode ser mesmo aleatória, porque a distribuição das 60 dezenas em grupos é formal, portanto, não deixa de ser verdadeira para qualquer conteúdo. As estratégias funcionam como uma tentativa racional de escolher melhor as dezenas, mas não há como garantir que funcionem. No máximo, é possível constatar no histórico dos sorteios que funcionam, ou aguardar os próximos sorteios para verificar que as estatísticas também funcionam.

Há de se distinguir matemática puramente formal de eventos empíricos, se não, a tendência é se acomodar no ceticismo. Por outro lado, quanto aos que prometem milagres e outras abstrações fantásticas, eu duvido que se suas mágicas existissem eles estariam tentando vender programas ou livretos mirabolantes. Ou simplesmente ganhariam na loteria ou ganhariam e ofertariam seus milagrosos métodos.

Quanto a mim, eis gratuitamente meus métodos não milagrosos, mas funcionais. Não perguntem a mim quantas vezes já ganhei, façam por si as simulações e joguem se achar viável. Não é necessário acertar a sena para obter bons resultados. Várias quadras dão bom retorno, bem como uma quina de vez em quando. Boa sorte, mas não dispensem a matemática nem as estatísticas.

misaeljordao@gmail.com

Misael

Mensagens : 1
Data de inscrição : 10/02/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum